5 Dicas para Escolher um Celular Bom e Barato

 

Recomendamos vários pontos que servirão para escolher seu próximo celular, e, sem que se mantenha a simplicidade com as especificações técnicas.

Sejam mais caros ou mais baratos, o certo é que ninguém quer gastar mais dinheiro do que o necessário na hora de comprar um telefone. Por isso é útil saber em que consiste cada um dos componentes internos básicos para não cair na armadilha da ganância de um vendedor.

Se te complicam as especificações técnicas, aqui deixamos alguns dos elementos cruciais e como distingui-los.

Armazenamento

Na maioria dos telefones Android, poderemos guardar os dados em dois locais: memória interna e cartão microSD. Embora seja comum referir-se a ambos como “memória” é importante não confundi-lo com a memória RAM. É um pequeno chip que equivale ao disco rígido tradicional em computadores.

É medida em Gigabytes (GB) e basicamente nos diz quantas aplicações, fotografias e vídeos podemos ter no celular. É importante que o armazenamento interno seja amplo. Embora possamos tirar o cartão microSD, o certo é que nem todas as aplicações nos vão permitir tirar proveito e utilizam, exclusivamente, o chip principal.

  • Ruim: 8 GB ou 16 GB.
  • Aceitável: 32 GB.
  • Bom: 64 GB ou mais.
    Se tem um cartão microSD melhor do que se não tem. Às vezes vêm de bandeja que permite ter dois cartões nanoSIM ou uma nanoSIM e microSD.

Memória RAM

Neste caso trata-se da memória que o telefone usa enquanto está em funcionamento. Quanto mais mais aplicativos poderemos ter funcionando ao mesmo tempo, sem que o telefone fique lento e pode mudar de app rapidamente e com fluidez.

Também é medido em Gigabytes (GB), embora o total é muito inferior ao do armazenamento interno, pois precisamos apenas de uma parte e são chips mais rápidos e caros. É um componente crítico, a longo prazo, e se pensarmos explorar o aparelho por muitos anos, quanto mais melhor.

  • Ruim: 1 GB.
  • Aceitável: 2 GB.
  • Bom: 4 GB ou mais.

Processador

O cérebro principal da máquina. Há muitos modelos e marcas, e é mais do que possível ficar confuso, sinceramente. Os principais são a linha “A” da Apple, os Snapdragon da Qualcomm, Exynos da Samsung e Kirin da Huawei. Estão separados em número de núcleos, embora as configurações são várias, e é comum que haja processadores com oito núcleos muito piores do que alguns com quatro núcleos.

Como são tantos modelos, é difícil dar uma recomendação básica. No iPhone, os processadores com um maior número são mais potentes e modernos. Na Snapdragon, da gama “400” representa capacidade baixa, a “600” a capacidade alta, e a “800” é a capacidade alta, mas aqui há um truque: você tem que tentar evitar os processadores de anos passados (um Snapdragon 636 é mais moderno e preferível a um Snapdragon 810). O mesmo acontece em Kirin e Exynos, com numeração progressiva.

Bateria

Um dos pontos mais cruciais. Temos que ter em conta não só o total de energia que pode ser armazenada (medida em miliamperios hora: mAh), mas também funções como a carga rápida que nos levará de muitos apuros podendo recarregar a bateria em muito menos tempo.

Quanto mais bateria melhor, mas cada telefone e cada processador gasta de forma diferente, e é um dos principais indicadores do tamanho de um celular. Por exemplo, os iPhone modelo “Plus” tem uma bateria maior e que permite tirar mais proveito no dia-a-dia, mas também são muito maiores.

Em geral, para um dispositivo com Android a regra geral pode ser a seguinte:

  • Ruim: 2.000 mAh.
  • Regular: 2.600 mAh.
  • Bom: 3.200 mAh ou mais.

Câmeras

Por último, as câmeras são outro dos pontos confusos. Há que ter em conta que quase qualquer celular tira hoje em dia muito boas fotos com boa luz, mas em ambientes suaves e noite a coisa muda.

Nem todos os sensores (o chip que recolhe a luz e as lentes (os cristais que a deixam passar) são feitos iguais, nem mais megapixels significa necessariamente melhores fotografias, nem uma dupla câmara oferecidos por necessidade melhores resultados do que uma só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *